Quinta, 24 Setembro 2020 13:37

Obras da usina nuclear Angra 3 - Acumuladores fabricados pela Nuclep estão a caminho da usina

Reprodução: Click Petroleo e Gas

Dois acumuladores (JNG 12 e JNG 21) já deixaram o parque fabril da Nuclep com destino ao almoxarifado geral da usina nuclear de Angra 3. A previsão é que os outros seis equipamentos sejam entregues à Eletronuclear até o final de 2021.

“Um projeto como esse, com requisitos nucleares de categoria I, que é o Core Business da nossa empresa, e demanda mão de obra especializada com qualificações específicas de fabricação, não há hoje viabilidade de execução em nenhuma empresa de caldeiraria comum. O que ressalta e evidencia o papel fundamental da Nuclep no Programa Nuclear Brasileiro”, comentou o presidente da empresa, almirante Carlos Henrique Silva Seixas, em entrevista exclusiva ao Petronotícias

Sobre os equipamentos

Os acumuladores que fazem parte do sistema de resfriamento da usina, são equipamentos de sistema passivo, isto é, independe de energia elétrica, que em caso de emergência, o mesmo despeja água pressurizada rica em boro no circuito do reator para efetuar o resfriamento.

Com 22 toneladas e cerca de 14,2 metros de comprimento, cada um dos equipamentos tem capacidade máxima em operação de 34m³ e 56 toneladas.

Além dos acumuladores, a Nuclep também está construindo para a usina nuclear Angra 3 os condensadores, componentes responsáveis pelo resfriamento do circuito secundário (água que não passa pelo reator).