Sexta, 11 Junho 2021 17:51

Bolsonaro e presidente da NUCLEP se reúnem em Brasília para falar sobre o novo momento da empresa.

Reprodução: Petronotícias

O presidente Jair Bolsonaro recebeu  o presidente da Nuclep, Carlos Seixas, para uma reunião em Brasília. O tema do encontro foi o novo momento da companhia, que tem feito importantes entregas para os setores nuclear e de defesa, ao mesmo tempo em que está expandindo sua atuação no setor de energia. Além disso, a gestão da companhia fez mudanças internas, cortando gastos e fortalecendo sua estrutura.

Uma das últimas ações da Nuclep foi a ampliação do seu escopo de atuação, com a inauguração da Linha de Produção de Estruturas Metálicas para Torres de Transmissão. A Diretoria Executiva estima que essa iniciativa permitirá à empresa ficar menos dependente da União. Outro movimento importante da companhia foi a revitalização de seu Terminal Marítimo Privativo. A obra começou em março de 2020 e tem previsão de conclusão para julho de 2021. O objetivo dos trabalhos é a recuperação de toda a instalação e o aumento da capacidade do Terminal.

“Com o aumento da capacidade de escoamento, temos a expectativa de faturar cerca de R$ 1 milhão com o Porto já em 2021, e assim de forma crescente, visto que nosso Terminal pode suportar até 1 mil toneladas, além de apresentar vantagem competitiva para movimentação intermodal (rodoviária, marítima e fluvial)”, disse o presidente da Nuclep. Há poucos dias, inclusive, a companhia realizou o primeiro embarque no seu Terminal Marítimo Privativo.

Durante o encontro com Bolsonaro, Seixas também entregou miniaturas em aço inoxidável, soldadas à uma base de madeira, com alguns dos equipamentos mais estratégicos fabricados no piso fabril da empresa. As peças foram feitas por funcionários da empresa.

“Espero que através dessa singela amostra o senhor consiga vislumbrar a grandeza e capacidade da nossa nova Nuclep. Digo ‘nova’ por que acho que hoje chegamos a um patamar diferenciado, de resultado palpável e previsível, sendo conquistado dia após dia, com muito trabalho e empenho de todos”, concluiu Seixas.