Quinta, 23 Setembro 2021 16:50

Cresce o interesse mundial pelo mercado nuclear brasileiro que está em expansão

Reprodução: PetroNotícias
 

No terceiro dia da 65ª Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) o Estande do Brasil foi bastante concorrido, em Viena.  Muitas visitas, muitas conversas, até mesmo pelo crescimento do mercado nuclear no Brasil, com  a confirmação das obras de Angra 3 e das boas perspectivas para a construção de um novo complexo nuclear. O Presidente da Nuclep, a maior caldeiraria pesada do país, Almirante Carlos Seixas.

O Brasil está a cada ano mais respeitado e com grandes perspectivas no cenário energéticos internacional. “A CG-AIEA é um momento único para os países membros da Agência Internacional de Energia Atômica. A troca de experiências e conhecimentos, além da possibilidade de captação de novos negócios é fundamental para esse novo Brasil que, apesar de apresentar mais de 80% de sua matriz Limpa, trabalha intensamente para diversificar suas fontes e promover maior segurança energética.“

Nessa quarta-feira, (22) foi celebrada em nosso Estande, os 30 anos de fundação da The International Nuclear Society Council (INSC), organização formada por sociedades nucleares de todo o mundo. A solenidade teve a abertura conduzida pelo diretor-geral da AIEA, Rafael Mariano Grossi, e também pelo Engenheiro e membro titular da Canadian Nuclear Society, Peter Ozemoyah.