Reprodução: Defesa em foco. Representada pelo seu presidente CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, a NUCLEP, empresa criada para atender o Programa Nuclear Brasileiro e única Indústria Nacional capacitada à construção e manutenção dos equipamentos nucleares mais estratégicos do Brasil, demonstra mais uma vez sua força e valor ao fazer parte da Delegação Brasileira que participa hoje (21) e amanhã, na Rússia, da ATOMEXPO 2022. O Fórum Internacional ATOMEXPO, promovido em parceria com a Rosatom, é o principal evento da indústria nuclear mundial. Realizado anualmente, é a maior exposição e plataforma de negócios para discutir o estado atual da indústria nuclear e definir tendências futuras. A Delegação Brasileira é liderada pelo presidente da ENBPar, VA (RM1) Ney Zanella dos Santos, e composta ainda pelo do Diretor da INB, Rogério Mendes Carvalho, acontece no Parque de Ciência e Arte de Sirius, primeiro território federal da Rússia localizado na costa do Mar Negro, e conta como Conselheiros anfitriões o VP da Rosatom da América do Sul, Ruan Nunes e o Assessor Estratégico, Sergei Krivolapov. A viagem se dá à convite da Rosatom após a assinatura em setembro, durante a 66ª Conferência Geral da IAEA, em Viena, Áustria, de um memorando com a ENBPar que busca cooperação para estimular energia nuclear segura no Brasil e Rússia. O Fórum, frequentado por executivos das principais empresas que trabalham na indústria nuclear global, agências governamentais, organizações internacionais e não comerciais e especialistas de renome, oferece uma grande oportunidade para networking, contatos e assinatura de convênios e contratos de parceria.…
Reprodução: Defesa News Representada pelo seu presidente CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, a NUCLEP, empresa criada para atender o Programa Nuclear Brasileiro e única Indústria Nacional capacitada à construção e manutenção dos equipamentos nucleares mais estratégicos do Brasil, demonstra mais uma vez sua força e valor ao fazer parte da Delegação Brasileira que participa hoje (21) e amanhã, na Rússia, da ATOMEXPO 2022. O Fórum Internacional ATOMEXPO, promovido em parceria com a Rosatom, é o principal evento da indústria nuclear mundial. Realizado anualmente, é a maior exposição e plataforma de negócios para discutir o estado atual da indústria nuclear e definir tendências futuras. A Delegação Brasileira é liderada pelo presidente da ENBPar, VA (RM1) Ney Zanella dos Santos, e composta ainda pelo do Diretor da INB, Rogério Mendes Carvalho, acontece no Parque de Ciência e Arte de Sirius, primeiro território federal da Rússia localizado na costa do Mar Negro, e conta como Conselheiros anfitriões o VP da Rosatom da América do Sul, Ruan Nunes e o Assessor Estratégico, Sergei Krivolapov. A viagem se dá à convite da Rosatom após a assinatura em setembro, durante a 66ª Conferência Geral da IAEA, em Viena, Áustria, de um memorando com a ENBPar que busca cooperação para estimular energia nuclear segura no Brasil e Rússia. O Fórum, frequentado por executivos das principais empresas que trabalham na indústria nuclear global, agências governamentais, organizações internacionais e não comerciais e especialistas de renome, oferece uma grande oportunidade para networking, contatos e assinatura de convênios e contratos de parceria. Para…
Reprodução: Poder Naval. Representada pelo seu presidente CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, a NUCLEP, empresa criada para atender o Programa Nuclear Brasileiro e única Indústria Nacional capacitada à construção e manutenção dos equipamentos nucleares mais estratégicos do Brasil, demonstra mais uma vez sua força e valor ao fazer parte da Delegação Brasileira que participa hoje (21) e amanhã, na Rússia, da ATOMEXPO 2022.   O Fórum Internacional ATOMEXPO, promovido em parceria com a Rosatom, é o principal evento da indústria nuclear mundial. Realizado anualmente, é a maior exposição e plataforma de negócios para discutir o estado atual da indústria nuclear e definir tendências futuras. A Delegação Brasileira é liderada pelo presidente da ENBPar, VA (RM1) Ney Zanella dos Santos, e composta ainda pelo do Diretor da INB, Rogério Mendes Carvalho, acontece no Parque de Ciência e Arte de Sirius, primeiro território federal da Rússia localizado na costa do Mar Negro, e conta como Conselheiros anfitriões o VP da Rosatom da América do Sul, Ruan Nunes e o Assessor Estratégico, Sergei Krivolapov. A viagem se dá à convite da Rosatom após a assinatura em setembro, durante a 66ª Conferência Geral da IAEA, em Viena, Áustria, de um memorando com a ENBPar que busca cooperação para estimular energia nuclear segura no Brasil e Rússia. O Fórum, frequentado por executivos das principais empresas que trabalham na indústria nuclear global, agências governamentais, organizações internacionais e não comerciais e especialistas de renome,oferece uma grande oportunidade para networking, contatos e assinatura de convênios e contratos…
REPRODUÇÃO: DEFESA NEWS Na figura do seu presidente CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, dos Diretores Administrativo (RM1) Oscar Moreira da Silva Filho; Comercial, Nicola Mirto Neto; e Industrial, CMG/EN Sérgio Augusto Alves Fernandes; do Gerente Geral de Planejamento e Finanças, CMG (RM1 – IM) Genildo Rodrigues de Araújo e do Técnico Industrial, Jairo Bastos; a NUCLEP foi reconhecida e premiada ontem (16), no Palácio do Itamaraty, no Rio da Janeiro, como parte fundamental e estratégica para o Setor Nuclear, em solenidade que celebrou os 35 anos da a ABDAN junto ao setor nuclear brasileiro.    O Nuclear Legacy, que reúne as autoridades mais importantes do setor Nuclear nacional, acontece hoje e amanhã (17), e pretende honrar o legado nuclear brasileiro, através de um movimento de afirmação para o setor. O evento que destaca publicamente os grandes feitos da indústria nuclear e sua capacidade de transformar o País, terá dentre os temas debatidos o “Passado, presente e futuro da tecnologia Nuclear brasileira” e a Transição Energética do país”. Para Celso Cunha, a iniciativa de destacar publicamente os grandes avanços do segmento joga luz sobre sua capacidade de transformar o país. “É o momento em que declaramos que o Brasil está pronto e tem as pessoas certas para avançar com suas políticas nucleares”, afirma.
REPRODUÇÃO: DEFESA EM FOCO Na figura do seu presidente CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, dos Diretores Administrativo (RM1) Oscar Moreira da Silva Filho; Comercial, Nicola Mirto Neto; e Industrial, CMG/EN Sérgio Augusto Alves Fernandes; do Gerente Geral de Planejamento e Finanças, CMG (RM1 – IM) Genildo Rodrigues de Araújo e do Técnico Industrial, Jairo Bastos; a NUCLEP foi reconhecida e premiada ontem (16), no Palácio do Itamaraty, no Rio da Janeiro, como parte fundamental e estratégica para o Setor Nuclear, em solenidade que celebrou os 35 anos da a ABDAN junto ao setor nuclear brasileiro. O Nuclear Legacy, que reúne as autoridades mais importantes do setor Nuclear nacional, acontece hoje e amanhã (17), e pretende honrar o legado nuclear brasileiro, através de um movimento de afirmação para o setor. O evento que destaca publicamente os grandes feitos da indústria nuclear e sua capacidade de transformar o País, terá dentre os temas debatidos o “Passado, presente e futuro da tecnologia Nuclear brasileira” e a Transição Energética do país”. Para Celso Cunha, a iniciativa de destacar publicamente os grandes avanços do segmento joga luz sobre sua capacidade de transformar o país. “É o momento em que declaramos que o Brasil está pronto e tem as pessoas certas para avançar com suas políticas nucleares”, afirma. Nas fotos, destaque para a presença ilustre do nosso ex Ministro de Minas e Energia (MME), AE (RM1) Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Júnior (ao lado do presidente CA (RM1) Seixas, o anfitrião e presidente da ABDAN,…
REPRODUÇÃO: PETRONOTICIAS Os executivos das principais empresas ligadas ao setor de geração de energia nuclear participaram hoje (16) do primeiro dia do Nuclear Legacy. O evento está sendo promovido pela Associação Brasileira para Desenvolvimento das Atividades Nucleares (ABDAN), com o objetivo de celebrar os feitos do setor e apontar os desafios para o futuro. A maior caldeiraria pesada do Brasil, a Nuclep, foi uma das empresas que participou do encontro nesta amanhã, no Palácio do Itamaraty, no Rio de Janeiro (RJ). A companhia foi representada pelo seu presidente, Carlos Henrique Silva Seixas. Além disso, também estiveram presentes os diretores Administrativo Oscar Moreira da Silva Filho, comercial, Nicola Mirto Neto, e Industrial, Sérgio Augusto Alves Fernandes.  O Gerente Geral de Planejamento e Finanças, Genildo Rodrigues de Araújo e o Técnico Industrial Jairo Bastos também participaram da cerimônia. Como noticiamos recentemente, a Nuclep foi contratada para fabricar um pacote de trocadores de calor para a usina nuclear Angra 3. Como o nome sugere, esses equipamentos são fundamentais na troca térmica dos diversos sistemas da futura planta. Além de representantes da Nuclep, também participaram do evento o Diretor Técnico da Amazul, Carlos Alberto Matias; o presidente da ENBPar, Ney Zanella; e o presidente da INB, Carlos Freire Moreira. No primeiro dia de Nuclear Legacy, foram promovidas rodas de debate ao vivo com participantes das empresas associadas da ABDAN sobre temas variados no setor. Assim como palestras e apresentações realizadas por personalidades relevantes do segmento. Amanhã (17), haverá um evento para promover networking e prestigiar iniciativas marcantes do cenário nuclear em 2022. Serão homenageadas personalidades do setor em 6 categorias: Medicina Nuclear,…
Reprodução: DefesaNet O presidente da NUCLEP, CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, participou da abertura, na manhã de terça-feira (8NOV2022), na sede da Firjan, do XIII Seminário Internacional de Energia Nuclear (SIEN), que após dois anos retoma suas atividades de forma híbrida, aumentando sua audiência e expandindo a relevância do Setor para o mundo.   Em seu discurso, acompanhado por autoridades nucleares nacionais e internacionais, como o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, e o Vice Diretor-Geral e Chefe do Departamento de Energia Nuclear da AIEA, Mikhail Chudakov, o presidente da NUCLEP, reforçou a importância da empresa para o Programa Nuclear Brasileiro e as recentes obras para a Eletronuclear.   “É com grande satisfação que posso aqui afirmar que muitos dos equipamentos das Usinas da Central Almirante Álvaro Alberto foram produzidos por nós. Recentemente assinamos a fabricação para a Usina de Angra 3 do pacote de trocadores de calor, equipamentos fundamentais na troca térmica dos diversos sistemas da usina e que estão diretamente ligados à energia obtida pela planta e a geração de energia elétrica.   Por serem de alta relevância no processo da usina, seus requisitos e especificidades contém controle restrito e de alta complexidade, um desafio confiado à NUCLEP e que muito traduz nossa importância para o Programa Nuclear do País”, disse.   O primeiro dia de evento - que termina dia 10 - contou ainda com a palestra do Técnico Industrial Jairo Bastos, e as presenças: - Diretor Comercial e Industrial da NUCLEP, Nicola Mirto…
Reprodução: Minas e Energia A empresa Brasileira de Participações em Energia Nuclear e Binacional S.A (ENBPar) e a Empresa Russa Corporação Estatal de Energia Nuclear (Rosatom) assinaram, na última semana (26/09), um Memorando de Entendimentos (MOU), que busca fomentar a energia nuclear como fonte de energia “verde”, segura e indutora de crescimento socioeconômico. O documento foi firmado na 66ª Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Nuclear (IAEA), em Viena, Áustria, e visa promover cooperação mútua entre os dois países, em áreas e atividades ligadas à energia nuclear. “A ideia é a gente aproveitar a grande experiência que eles têm no setor nuclear, aprender sobre todo ciclo de produção desse tipo de energia e conseguir aplicar no Brasil”, afirma Ney Zanella, CEO da ENBPar, estatal vinculada ao Ministério de Minas e Energia (MME). O MOU não gera obrigações financeiras, apenas alinha as expectativas das duas empresas quanto ao uso desse tipo de energia, além de reforçar pautas de interesse bilateral. Entre elas, está a necessidade de esclarecimento da sociedade quanto aos benefícios do uso da energia nuclear para fins pacíficos e o desenvolvimento e aprimoramento de combustíveis a partir do urânio. O MOU também vai permitir mais diálogos entre os dois países sobre construção, operação e descomissionamento de usinas nucleares de última geração e de alta e pequena capacidades.   Conversas e ações sobre transferência de tecnologias para formação de cluster de empresas destinadas a serviços e suprimentos para o setor nuclear e, ainda, operação, reparo e modernização de hidroelétricas…
Reprodução: Defesa em foco. Na 66ª CG da AIEA Delegação Brasileira assina memorando com ROSATOM e já colhe novos negócios ao Setor Nuclear do País Como parte da comitiva liderada pelo Ministério de Relações Exteriores do Brasil na 66ª Conferência Geral AIEA, em Viena, na Áustria, a NUCLEP, representada pelo seu presidente, CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas e seu diretor Comercial, Nicola Neto, mais uma vez impressionou pelos resultados das reuniões de negócios com outros países membros da Agência. “Destaco, em especial, o encontro conduzido pelo presidente da ENBPar, VA (RM1) Ney Zanella dos Santos com o Diretor-Geral da ROSATOM, Kirill Komarov, e sua equipe, em que foi assinado um memorando de entendimentos para uma futura parceria da NUCLEP com a estatal russa em possíveis atendimentos à Angra 3”,  disse o CA (RM1) Seixas. Representando o Setor Nuclear do Brasil em Viena, autoridades das instituições: Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República ; Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da MB; do Centro Tecnológico da MB em SP;  Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade; Área Nuclear do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Defesa; Empresa Brasileira de Participações em Energia Nuclear e Binacional – ENBPar ; Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP; do Centro da Tecnologia das Radiações do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN/CNEN); Indústrias Nucleares do Brasil S/A – INB ; Eletronuclear; Amazônia Azul Tecnologias de Defesa – AMAZUL; Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares – ABDAN.
Reprodução: Defesa em Foco. A Delegação Brasileira que representará o País na 66ª Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Atômica – AIEA, de hoje a 30/9, já está em Viena, Áustria. O Estande Brasil será inaugurado amanhã (27), com a presença do Diretor-Geral da AIEA, Rafael Grossi, ratificando o fortalecimento e compromisso do Setor Nuclear do País, como parte integral da estratégia nacional de desenvolvimento, garantindo tanto a segurança energética quanto a transição para um futuro de baixo carbono. A cada ano o Brasil está mais respeitado e reconhecido, com grandes perspectivas no cenário energéticos internacional. “A CG-AIEA é um momento único para os países membros da Agência Internacional de Energia Atômica. A troca de experiências e conhecimentos, além da possibilidade de captação de novos negócios é fundamental para esse novo Brasil que, apesar de apresentar mais de 80% de sua matriz Limpa, trabalha intensamente para diversificar suas fontes e promover maior segurança energética”, disse o presidente da NUCLEP, CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas. Fazem parte da Missão conduzida pelo Ministério das Relações Exteriores, autoridades das instituições: Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República ; Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da MB; do Centro Tecnológico da MB em SP;  Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade; Área Nuclear do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Defesa; Empresa Brasileira de Participações em Energia Nuclear e Binacional – ENBPar ; Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A – NUCLEP; do Centro da Tecnologia das Radiações do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN/CNEN); Indústrias Nucleares…
Página 1 de 16