O mês de novembro é dedicado à campanha Novembro Azul, que tem como objetivo sensibilizar e conscientizar a população masculina em relação aos cuidados com a saúde e a importância da realização dos exames de prevenção contra o câncer de próstata. A NUCLEP participou dessa campanha com ações promovidas pela Gerência Geral de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (AS) e Assistência de Plano de Saúde (AS-ASP).    No dia 30/11 o Gerente Geral Dr. Álvaro Camelier realizou palestra sobre a embriologia sexual do homem, fisiologia da ereção e câncer de próstata. Ao final da palestra, o Dr. Camelier esclareceu diversas dúvidas da plateia sobre o assunto.   Como seres humanos, somos formados por dimensões físicas, mentais, sociais e espirituais, as quais precisam estar em equilíbrio para chegarmos a um estado de bem-estar. Nesse sentido, o palestrante convidado Ramom Neto, formado em Mindfullness pelo International Meditation Teachers & Therapists Association (IMTTA), realizou uma palestra sobre o Gerenciamento do Stress e movimentou a plateia com exercícios de respiração, promovendo uma pausa na correria do dia-a-dia.   Ao final, a Assistência de Plano de Saúde (AS-ASP) realizou sorteio de brindes aos participantes.   Agradecemos aos setores envolvidos no suporte ao evento: Presidência - disponibilização do auditório Gerência Geral de Comunicação - fotos, divulgação e brindes Assistência de Apoio e Suporte - ajuste do som Gerência de Logística - coffee break Gerência de Infraestrutura e Serviços - limpeza da sala Assistência de Apoio em Segurança Patrimonial - recepção de visitantes   Agradecemos também à…
NUCLEP É DESTAQUE DE MATURIDADE CORRECIONAL E PRÁTICAS DE GOVERNANÇA EM EVENTO DA CGU   Reconhecida como uma das empresas que mais pontuou nos pilares públicos exigidos pela Corregedoria Geral da União dentre as  Estatais integrantes do SISCOR, a NUCLEP foi avaliada pela CGU com nota 91,6%. A avaliação classificou a NUCLEP como uma das quatro melhores de 2022 no nível de Maturidade Correcional de Administração Direta e Autarquias Federais, segundo a Diretoria de Gestão do Sistema de Correição do Poder Executivo Federal da Corregedoria-Geral da União - CRG/CGU. Em função desse resultado, a Corregedora da NUCLEP, Andreza Tatiana Cunha de Almeida, foi convidada a representar a empresa no Encontro Nacional de Unidades Correcionais, promovido pela CGU, e que em 2022 acontece entre os dias 29 de novembro e 1° de dezembro, no Auditório do Centro Cultural Ariano Suassuna do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, em João Pessoa. No evento, que tem como objetivo discutir atualidades do tema de correição, nos diversos níveis da administração pública, a NUCLEP esteve junto à grandes estatais como Caixa Econômica Federal, FINEP e Autoridade Portuária de Santos para debater seus bons resultados de governança e práticas correcionais.   Para a Corregedora da NUCLEP, Andreza de Almeida, esse reconhecimento é resultado da soma de vários fatores, sobretudo, da dedicação e compromisso do seu time. Uma equipe alinhada comigo e que a todo tempo, focou em executar com excelência  às exigências da CGU.“Atribuo esse resultado ao trabalho e dedicação ímpares do nosso presidente Carlos Henrique Silva…
Representada pelo seu presidente CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, a NUCLEP, empresa criada para atender o Programa Nuclear Brasileiro e única Indústria Nacional capacitada à construção e manutenção dos equipamentos nucleares mais estratégicos do Brasil, demonstra mais uma vez sua força e valor ao fazer parte da Delegação Brasileira que participa hoje (21) e amanhã, na Rússia, da ATOMEXPO 2022. O Fórum Internacional ATOMEXPO, promovido em parceria com a Rosatom, é o principal evento da indústria nuclear mundial. Realizado anualmente, é a maior exposição e plataforma de negócios para discutir o estado atual da indústria nuclear e definir tendências futuras. A Delegação Brasileira é liderada pelo presidente da ENBPar, VA (RM1) Ney Zanella dos Santos, e composta ainda pelo do Diretor da INB, Rogério Mendes Carvalho, acontece no Parque de Ciência e Arte de Sirius, primeiro território federal da Rússia localizado na costa do Mar Negro, e conta como Conselheiros anfitriões o VP da Rosatom da América do Sul, Ruan Nunes e o Assessor Estratégico, Sergei Krivolapov. A viagem se dá à convite da Rosatom após a assinatura em setembro, durante a 66ª Conferência Geral da IAEA, em Viena, Áustria, de um memorando com a ENBPar que busca cooperação para estimular energia nuclear segura no Brasil e Rússia. O Fórum, frequentado por executivos das principais empresas que trabalham na indústria nuclear global, agências governamentais, organizações internacionais e não comerciais e especialistas de renome, oferece uma grande oportunidade para networking, contatos e assinatura de convênios e contratos de parceria. Para o presidente CA…
O presidente da NUCLEP, CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, participou da abertura na manhã dessa terça-feira (8), na sede da Firjan, do XIII Seminário Internacional de Energia Nuclear (SIEN), que após dois anos retoma suas atividades de forma híbrida, aumentando sua audiência e expandindo a relevância do Setor para o mundo.  Em seu discurso, acompanhado por autoridades nucleares nacionais e internacionais, como o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, e o Vice-diretor Geral e Chefe do Departamento de Energia Nuclear da AIEA, Mikhail Chudakov, o presidente da NUCLEP, reforçou a importância da empresa para o Programa Nuclear Brasileiro e as recentes obras para a Eletronuclear. “É com grande satisfação que posso aqui afirmar que muitos dos equipamentos das Usinas da Central Almirante Álvaro Alberto foram produzidos por nós. Recentemente assinamos a fabricação para a Usina de Angra 3 do pacote de trocadores de calor, equipamentos fundamentais na troca térmica dos diversos sistemas da usina e que estão diretamente ligados à energia obtida pela planta e a geração de energia elétrica.  Por serem de alta relevância no processo da usina, seus requisitos e especificidades contém controle restrito e de alta complexidade, um desafio confiado à NUCLEP e que muito traduz nossa importância para o Programa Nuclear do País”, disse. O primeiro dia de evento - que termina dia 10 - contou ainda com a palestra do Técnico Industrial Jairo Bastos, e as presenças do Diretor Comercial e Industrial da NUCLEP, Nicola Mirto Neto; do Diretor Técnico da Amazul, Carlos…
EDITAL PARA INSCRIÇÃO NO PROCESSO SELETIVO DE JOVEM APRENDIZ 2022-2023 PARA AS TURMAS DE MECÂNICO DE MANUTENÇÃO E SOLDADOR DE ESTRUTURAS METÁLICAS. **** INSCRIÇÕES ENCERRADAS. **RESULTADO DA CLASSIFICAÇÃO DA 1° ETAPA DO PROCESSO SELETIVO DO JOVEM APRENDIZ. [LISTAGEM DE CLASSIFICADOS PARA O CURSO MECÂNICO DE MANUTENÇÃO] [LISTAGEM DE CLASSIFICADOS PARA O CURSO SOLDADOR DE ESTRUTURAS METÁLICAS] [LISTAGEM GERAL DE CANDIDATOS POR ORDEM ALFABÉTICA COM PONTUAÇÃO]. **AGENDAMENTO PARA A 2º ETAPA DO PROCESSO SELETIVO: ENTREGA DE DOCUMENTAÇÃO E VERIFICAÇÃO DE PRÉ-REQUISITOS. [LISTAGEM DOS CANDIDATOS AGENDADOS PARA SEGUNDA ETAPA DO PROCESSO SELETIVO] Conforme previsto no EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL -JOVEM APRENDIZ – NUCLEP 2022, em caso de empate serão obedecidos, nessa ordem, os seguintes critérios para desempate:   O(A) candidato(a) que apresente a maior idade; Ordem de inscrição no processo seletivo.  
Em 26OUT, durante a 66ª Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Nuclear (IAEA), em Viena, Áustria, a Empresa RussaCorporação Estatal de Energia Nuclear - Rosatome a Empresa Brasileira de Participações em Energia Nuclear e Binacional S.A. – ENBPar, compartilhando o entendimento quanto ao uso da energia nuclear como fonte de energia “verde”, segura e indutora de prosperidadesocioeconômica, celebraram a assinatura de um Memorando de Entendimentos (MOU).   O MOU firmado, que busca a promoção de cooperação mútua em uma ampla gama de áreas e não gera obrigações financeiras, contribuirá para pavimentar pautas de interesse recíproco, entre as quais destacam-se: - esclarecimento da sociedade sobre os benefícios do uso da energia nuclear para fins pacíficos; - desenvolvimento/aprimoramento de combustíveis a partir do urânio;  - construção, operação e descomissionamento de usinas nucleares de última geração e de alta capacidade;  - construção, operação e descomissionamento de usinas nucleares de pequena capacidade (SMR – Small Modular Reactor), incluindo aquelas sobre plataformas flutuantes; - transferência de tecnologias para formação de cluster de empresas destinadas a serviços e suprimentos para o setor nuclear; - operação, reparo e modernização de hidroelétricas; e  - demais áreas que forem identificadas como de interesse comum. A Rosatom é uma das maiores empresas globais do setor nuclear, atuando em inúmerossegmentos, inclusive radiação de alimentos e produção de radioisótopos. A ENBpar é uma Empresa de energia limpa,que atua na área nuclear a partir das Usinas Nucleares de Angra, por intermédio da Eletronuclear, e vai estender, em breve, suas atividades para a mineração e fabricação de combustível nuclear, a partir das Indústrias Nucleares do Brasil -INB. Atua igualmente na geração de energia hidroelétrica, a partir de sua Empresa subsidiária, a importante Itaipu Binacional.  Assim, o Memorando de Entendimentosfirmado entre Rosatom e ENBPar descortina inúmeras possibilidades de fomento às áreas de atuação de ambas Empresas.    
Na 66ª CG da AIEA Delegação Brasileira assina memorando com ROSATOM e já colhe novos negócios ao Setor Nuclear do País Como parte da comitiva liderada pelo Ministério de Relações Exteriores do Brasil na 66ª Conferência Geral AIEA, em Viena, na Áustria, a NUCLEP, representada pelo seu presidente, CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas e seu diretor Comercial, Nicola Neto, mais uma vez impressionou pelos resultados das reuniões de negócios com outros países membros da Agência. “Destaco, em especial, o encontro conduzido pelo presidente da ENBPar, VA (RM1) Ney Zanella dos Santos com o Diretor-Geral da ROSATOM, Kirill Komarov, e sua equipe, em que foi assinado um memorando de entendimentos para uma futura parceria da NUCLEP com a estatal russa em possíveis atendimentos à Angra 3”,  disse o CA (RM1) Seixas. Representando o Setor Nuclear do Brasil em Viena, autoridades das instituições: Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República ; Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da MB; do Centro Tecnológico da MB em SP;  Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade; Área Nuclear do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Defesa; Empresa Brasileira de Participações em Energia Nuclear e Binacional - ENBPar ; Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A - NUCLEP; do Centro da Tecnologia das Radiações do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN/CNEN); Indústrias Nucleares do Brasil S/A – INB ; Eletronuclear; Amazônia Azul Tecnologias de Defesa - AMAZUL; Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares - ABDAN. Divulgação: NUCLEP
Como parte da comitiva liderada pelo Ministério de Relações Exteriores do Brasil na 66ª Conferência Geral AIEA, em Viena, na Áustria, a NUCLEP, representada pelo seu presidente, CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas e seu diretor Comercial, Nicola Neto, mais uma vez impressiona pelos resultados das reuniões de negócios com outros países membros da Agência. “Destaco o network realizado com a INVAP, em que a AMAZUL tratou do desenvolvimento do nosso Reator Multipropósito Brasileiro; entre outros significativos encontros com a FRAMATOME e a Comitiva do Setor Nuclear Americano”, disse o presidente da NUCLEP, CA (RM1) Seixas. A terça-feira (27) foi marcada pelo discurso do Diretor-Geral da AIEA, Embaixador Rafael Grossi, na inauguração do Estande Brasil. “O Embaixador foi muito aplaudido pelo nosso Setor e por todos os visitantes presentes. Reforçou a segurança e confiabilidade da AIEA no Brasil, em nossos Programa Nuclear Brasileiro e de Desenvolvimento do Submarino de Propulsão Nuclear da Marinha do Brasil. Disse que a transparência do nosso Setor Nuclear tem todo reconhecimento pela Agência”, reforçou CA (RM1) Seixas.    Nas fotos: Diretor-Geral da AIEA, Embaixador Rafael Grossi; CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas, presidente da NUCLEP; VA (RM1) Ney Zanella dos Santos, presidente da ENBPar; CMG (EN- RM1) Carlos Freire Moreira, presidente INB; Celso Cunha, presidente da ABDAN; Edmundo de Aquino Ribeiro Filho,  Chefe da Assessoria Corporativa de Licenciamento Nuclear e Ambiental da INB CMG Gleiber Banus, Oficial de Salvaguardas da AIEA. Divulgação: GG de Comunicação - NUCLEP
Reconhecida pelo pioneirismo no Brasil na construção de cascos semissubmersíveis para plataformas de petróleo e por seus recentes contratos que tem como atividade-fim atender à Petrobras, a NUCLEP é mais uma vez destaque no maior evento de Petróleo e Gás da América Latina — o Rio, Oil & Gás. O Rio Oil& Gas que está em sua 20ª edição e acontece de hoje (26) a quinta-feira no Boulevard Olímpico, na Praça Mauá, marca a retomada do Rio de Janeiro como capital do turismo de negócios do país. Com 51 mil metros quadrados em pavilhões, alcançou o recorde de 400 expositores e promete receber cerca de 40 mil participantes, dentre os principais executivos e especialistas do setor Energético do Brasil e do mundo. Nas fotos, no estande da NUCLEP, o diretor Administrativo, CA (RM1) Oscar Moreira da Silva Filho, e a equipe da empresa, formada pelos times de profissionais do Comercial, de Compras e Serviços, e da Comunicação.
A Delegação Brasileira que representará o País na 66ª Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Atômica - AIEA, de hoje a 30/9, já está em Viena, Áustria. O Estande Brasil será inaugurado amanhã (27), com a presença do Diretor-Geral da AIEA, Rafael Grossi, ratificando o fortalecimento e compromisso do Setor Nuclear do País, como parte integral da estratégia nacional de desenvolvimento, garantindo tanto a segurança energética quanto a transição para um futuro de baixo carbono. A cada ano o Brasil está mais respeitado e reconhecido, com grandes perspectivas no cenário energéticos internacional. “A CG-AIEA é um momento único para os países membros da Agência Internacional de Energia Atômica. A troca de experiências e conhecimentos, além da possibilidade de captação de novos negócios é fundamental para esse novo Brasil que, apesar de apresentar mais de 80% de sua matriz Limpa, trabalha intensamente para diversificar suas fontes e promover maior segurança energética”, disse o presidente da NUCLEP, CA (RM1) Carlos Henrique Silva Seixas. Fazem parte da Missão conduzida pelo Ministério das Relações Exteriores, autoridades das instituições: Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República ; Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da MB; do Centro Tecnológico da MB em SP;  Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade; Área Nuclear do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Defesa; Empresa Brasileira de Participações em Energia Nuclear e Binacional - ENBPar ; Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A - NUCLEP; do Centro da Tecnologia das Radiações do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN/CNEN); Indústrias Nucleares do Brasil S/A…
Página 1 de 4